skip to Main Content

Relato de Amamentação Rafaela e Gabriel

Já chegou Agosto, o Agostou dourado, e com ele várias comemorações e incentivo ao aleitamento materno. Este ano o tema nos chama atenção para a importância das redes de apoio. Quando pensamos em maternidade, parto, chegada do bebê e tudo mais que esse momento lindo nos proporciona, não conseguimos dimensionar a realidade da amamentação. Bem distante do que nos é dito e/ou mostrado na maioria das vezes, amamentar dói, dói muito! Dói fisicamente, dói na alma, dói o coração.
É saber da necessidade do seu filho de se alimentar, de sugar, sentir seu cheiro, seu acalanto…. e estar morrendo de dor, torcendo pra aquilo acabar logo,chorando junto com ele a cada mamada, pq a dor é quase insuportável. O peito sangra, dá febre, empedra… faz parte! Aí bem no meio desse “sofrimento” todo entra a rede de apoio, a importância de ajudar a recém mamãe a persistir, a procurar ajuda, a pesquisar alternativas para que esse momento se torne enfim mágico e prazeroso! Hoje, seguimos firmes na amamentação aqui, e será assim até quando ele quiser e Deus nos permitir, sou grata a minha rede. Minha mãe pelo carinho e cuidado, a Renata Mechler, minha amiga querida Aida Amaral, e doula Aline Lopes Bandeira. Eternamente grata ❤❤

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top
WhatsApp chat